Conheça Nathalia

29 March 2017

Tell us your story

Thanks for the story. Something is wrong. Try again later.
 

Moda Regional

"Quando o negócio é teu, você sabe que depende de você fazer todas as etapas darem certo, e você acaba virando a melhor versão de si."

Cansada de marcas nacionais que não atendiam às necessidades das mulheres do Sul do país, a empresária Nathalia Tondo Guedes viu na falta de opções uma oportunidade de negócio. Criou, em parceria com a mãe Marisa, a Benta Ateliê, loja de roupas femininas com modelos pensados e adaptados à temperatura e ao gosto das mulheres gaúchas. Hoje as sócias têm uma loja física em Gramado, badalada cidade turística no RS, e já produziram e venderam mais de 4 mil peças criadas por elas exclusivamente para a marca.

Negócio de família

Quem é de fora do eixo Rio-São Paulo sabe que, as vezes, é difícil se sentir representado pelas marcas de roupas nacionais. Quem nunca precisou de um casaquinho básico e não conseguiu encontrar nada adequado a um preço amigável? Se você se identificou, saiba que não está sozinha. A empresária gaúcha Nathalia Tondo Guedes sabe bem como é isso. E foi justamente por esse motivo que ela resolveu abrir a Benta Ateliê, uma loja de roupas pensadas paras as mulheres do Sul do país.

Formada em Direito, Nathalia trabalhava em um escritório de advocacia em sua cidade. Antes mesmo de se formar, a empresária soube que seu futuro não seria escrito entre as paredes daquele escritório. “Eu não me sentia estimulada com o que estava fazendo. Sentia falta de flexibilidade e sabia que precisava fazer algo onde pudesse usar minha criatividade e energia”, diz Nathalia.

A paixão por roupas e pela criação de peças sempre esteve presente na família. Desde pequena, Nathalia e a mãe, Marisa Tondo, tinham o costume de comprar tecidos e criar modelos exclusivos para elas mesmas. As duas achavam que as roupas de marcas nacionais que chegavam a Bento Gonçalves, cidade onde Nathalia cresceu, eram muito caras e não estavam adaptadas às temperaturas locais. “Temos um inverso rigorosos e um verão muito quente. E a mulher do Sul, no verão, não se veste como a mulher de São Paulo, ou Fortaleza, ou outras regiões. As roupas são diferentes em relação à paleta de cores, decote e comprimento”, comenta a empresária.

Da antiga tradição da família surgiu a ideia de negócio. As primeiras máquinas do ateliê ocuparam uma sala vazia da antiga casa. Inicialmente a ideia de mãe e filha era transformar a Benta em um negócio paralelo, que ambas cuidariam enquanto não estivem no trabalho principal. Mas as peças fizeram tanto sucesso que as vendas decolaram logo no início, e as duas decidiram deixar os antigos empregos para se dedicarem exclusivamente ao ateliê. Hoje, já venderam mais de 4 mil peças criadas exclusivamente para a marca.

Conforto e preço justo

A Benta Ateliê se propõe a vender peças confortáveis a preço justo. E, na contramão da indústria do fast-fashion, fabrica roupas feitas para durar e para sobreviver aos modismos sazonais. As peças são desenhadas pela dupla e fabricadas por fornecedores da região. “Temos uma complexa de rede de fornecedores. Cada tipo de roupa e tecido exige uma técnica diferente de corte e costura. Não é só pensar no modelo, sentar na máquina e fazer”, diz Nathalia. As peças são projetadas para suportar também as temperaturas rigorosas do Rio Grande do Sul.

A loja física fica em Gramado, uma das cidades turísticas mais relevantes do Estado do Rio Grande do Sul. Nathalia e mãe atendem visitantes do Brasil inteiro e também de fora do país, e usam o Facebook e Instagram para se manter em contato com as clientes. Segundo a empresária, vendas concretizadas a partir de posts nessas duas plataformas representam 30% do faturamento mensal da empresa. “Vendemos pelo Messenger e também vendemos pelo Whatsapp. A cliente vê uma foto no Facebook ou Instagram e manda mensagem perguntando preço e tamanhos, faz o depósito e a gente envia”, afirma.

O celebrado crescimento da Benta Ateliê aconteceu de maneira planejada e com muita cautela. De acordo com Nathalia, existem muito altos e baixos no caminho do empreendedorismo, e é preciso dedicação total para alcançar o sucesso. Ela e a mãe trabalham todos os dias, se alternando na loja e dividindo a longa lista de tarefas administrativas. Se é cansativo? “É suor, sangue e lágrimas. Mas muita alegria. Quando você vê uma pessoa usando feliz uma peça sua é muito gratificante.”

Também pelo Facebook Nathalia se informa sobre como aprimorar a gestão do negócio e compartilha experiência com outros pequenos empresários. “Meu hobbie é passar o dia em grupos de empreendedorismo, vendo vídeos, acompanhando. Não dá para se acomodar nunca, estabilidade não existe”, diz a gaúcha. Em 2017 Nathalia e a mãe pretendem expandir as vendas online e estudam a possibilidade de mover a loja para a zona mais concorrida da cidade.

Saiba mais sobre Benta Ateliê no Facebook.

Tell us your story

Thanks for the story. Something is wrong. Try again later.