Ana Paula Xongani
Brasil

Conheça Ana Paula

Negócio familiar
Ana Paula Xongani
Brasil
Descobrimos que podíamos trabalhar bem juntas e sustentar ambas as famílias. A dela e a minha, já que tenho uma filha.

Uma das memórias mais importantes da infância de Ana Paula Xongani é usar roupas desenhadas e costuradas por sua mãe, Cris Mendonça, que sempre trabalhou com criação, artesanato e arte. Na época elas ainda não sabiam, mas o elo que faltava para que Cris pudesse mergulhar nos negócios da moda, era a participação da própria filha nas criações.

Depois que Ana Paula se formou em Design, começou a participar das criações da mãe, que sempre teve uma veia empreendedora. “Quando dei a ideia de vendermos as peças, ela nem precisou de convencimento. Logo disse: Vamos!”, conta Ana Paula.

Juntas, elas fundaram a marca Xongani, que produz roupas e acessórios pensados para o público negro, utilizando estampas e tecidos importados de países africanos. “Descobrimos que podíamos trabalhar bem juntas e sustentar ambas as famílias. A dela e a minha, já que tenho uma filha”, diz Ana Paula, que define o negócio como geracional não só por ter herdado o talento e a paixão da mãe por criação, mas também porque as duas se completam de maneiras diferentes. “Ela traz a experiência e eu as novas tecnologias, trabalhando com vendas online e divulgação nas redes sociais”.

Segundo Ana Paula, ambas as vivências das fundadoras estão presentes nos produtos Xongani, desenvolvidos para mulheres acima de 60 anos, assim como a Cris, que gostam de visitar o atelier e comprar pessoalmente, também pensadas para as mulheres mais jovens, como Ana Paula, que compram pela internet. “A chegada da Ayo (filha da Ana Paula) também nos influenciou como mãe e avó criativas. Começamos a pensar em peças para crianças”, lembra a estilista.

Mas, nem sempre tudo é harmonia entre as sócias. Ana Paula Xongani destaca que existem alguns desafios a serem superados para se trabalhar com a família. “Precisamos colocar muitos limites de horários e de diálogos durante o trabalho”, conta Ana Paula. Para organizar melhor o dia a dia de trabalho, um ponto importante na jornada do empreendimento foi a ida da Xongani para o ateliê, que fica no  Parque Artur Alvim, em São Paulo, tirando a família do trabalho em casa. Outra questão importante, foi a definição do tratamento entre mãe e filha durante o expediente “Para manter o profissionalismo, eu não chamo a Cris de mãe durante o horário de trabalho, por exemplo”, diz.

Mas  todos os desafios são superados pelas facilidades, como a confiança, a facilidade de negociações e o privilégio de gerar renda para a própria família. “Para nós, como mulheres negras, estas são coisas muito poderosas, que não conseguiríamos com qualquer sócio”, relata Ana Paula.

Artigo anterior Próximo artigo