Como sair da inércia e dar o primeiro passo em direção ao seu negócio

Como sair da inércia e dar o primeiro passo em direção ao seu negócio

The Girls on the road
Como sair da inércia e dar o primeiro passo em direção ao seu negócio
Nenhuma pesquisa, estudo ou conhecimento prévio vai substituir o fato de você colocar a mão na massa.

Empreender não é fácil. Todo mundo sabe disso. E muita vezes, o que impede alguém de tirar a ideia do papel é tomar a decisão de se mexer, se lançar…ou não. Das mais de 300 entrevistas que fizemos, esse era o principal ponto comum entre as empreeendedoras. Independente das dificuldades e desafios propostos, elas resolveram seguir em frente.

Falando sinceramente: a diferença entre quem já está na jornada empreendedora e quem ainda só brinca com a ideia é muito clara: a decisão de começar. Começar é decidir começar. Simples assim. OK, pode não parecer, mas é. Porque a partir do momento que se toma esse caminho a roda começa a se mexer, as engrenagens começam a girar.

Nesse momento do “primeiro passo”, você está decidida a fazer as coisas acontecerem e há alguns pontos que a gente precisa lembrar:

  1. Você não vai ter todas as respostas e definições nesse primeiro momento, nem no segundo, nem no terceiro…Na verdade, nenhuma pesquisa, estudo ou conhecimento prévio vai substituir o fato de você colocar a mão na massa. Então, não se agarre a essa “desculpa” e comece. E lembre-se: quando conseguir as respostas para algumas perguntas, outras surgirão. É assim que você vai crescer.
  2. O seu primeiro passo pode ter várias formas. Pode ser a elaboração de um plano completo, pode ser conversar com amigos, família e desconhecidos sobre a sua ideia (aliás, ponto fundamental!) ou pode ser identificar alguém que entre com você nesse desafio. Pense sobre qual o seu melhor primeiro passo e comece. Não há receita de bolo quando se resolve empreender.
  3. Erros e eventuais fracassos vão fazer parte dessa trajetória. Lembre-se disso sempre. Eles só vão se tornar algo intransponível se você não aprender com as lições que esses momentos proporcionarão. Evite usar o receio do insucesso como explicação para sempre colocar o plano para amanhã.Você nunca saberá se não começar.
  4. Converse, converse, converse e converse mais um pouco. Essa é uma excelente forma de sair do marasmo. Antes, durante e depois, conversar sempre é fundamental. Procure outras empreeendedoras e compartilhe sua ideia, questione, pergunte sobre desafios e soluções, peça para conhecer a rotina delas. Busque especialistas na área que você gostaria de empreender, vá atrás de opiniões diferentes da sua. Não guarde sua ideia para você. Nenhuma ideia é “tola” ou “boba”. Que vai definir isso é o mercado. Compartilhe e comece.
  5. Criar um negócio é desafiador, mas não precisa ser solitário. Procure estar cercada de pessoas que a estimule e desafie. Procure não usar o que os outros pensam como desculpa para não colocar o pé na estrada.

Mulheres são avessas ao risco ou menos competitivas? De jeito nenhum.Todo dia havia uma nova história que nos mostrava o oposto. Vale lembrar que há uma enorme diferença entre não se arriscar e pensar sobre os riscos. Há uma gigantesca distinção entre desenhar os seus próprios passos e seguir o que “todo mundo faz”. Não há apenas um jeito, há o seu jeito, e é preciso acreditar nele. Descubra qual é e comece!

Artigo anterior Próximo artigo

To help personalize content, tailor and measure ads, and provide a safer experience, we use cookies. By clicking or navigating the site, you agree to allow our collection of information on and off Facebook through cookies. Learn more, including about available controls: Cookies Policy