Déborah de Mari

Conheça Déborah de Mari

Força Meninas
Déborah de Mari
Se de fato nós queremos ter um futuro mais igualitário, nós precisamos começar mais cedo.

Após 10 anos de experiência na comunicação corporativa, a carreira da jornalista Déborah De Mari pediu um novo caminho no final de 2015. “Essa trajetória foi perdendo significado pra mim, eu não conseguia enxergar muito propósito e não estava feliz”.

Um período sabático, em 2016, foi a oportunidade para ela retomar um assunto que sempre lhe causou curiosidade: quais habilidades e características formavam as mulheres líderes? “Dessa inquietação eu acabei juntando um grupo de mulheres, uma educadora, especialista em educação não formal, psicológicas e começamos a pesquisar esse tema”, conta a jornalista.

Durante todo o ano, ela e suas colaboradoras reuniram estudos nacionais e internacionais em um grupo no Facebook para entender o que transforma uma mulher em líder. “Se de fato nós queremos ter um futuro mais igualitário, nós precisamos começar mais cedo”. Elas chegaram à conclusão de que as habilidades de liderança são desenvolvidas ainda na infância.

O tema atraiu a atenção de outras pessoas que começaram a entrar no grupo. Eram mães, educadores e outros interessados em formas diferentes de educar suas filhas. Toda essa preparação entre 2016 e 2017 foi a base que fez Déborah criar o negócio de impacto social Força, Meninas. A startup conversa com a audiência da comunidade digital no Facebook e oferece workshops pagos de liderança para meninas entre 6 e 18 anos.

A primeira ação presencial do negócio foi uma formação em São Paulo. “Grande parte do público veio da comunidade do Facebook”, conta a empreendedora. Em parceria com organizações sem fins lucrativos, para cada menina que pagava por um treinamento, o Força, Menina beneficiava outra que não pudesse pagar.

No total, 400 meninas passaram pelos workshops do Força, Meninas até julho de 2017. No mesmo período surgiu a primeira oportunidade de desenvolver um projeto com uma empresa de transporte compartilhado. Na parceria, o Força, Meninas conversava com pais motoristas em São Paulo, Brasília e Goiânia.“A partir daí nós ganhamos um novo papel: de criar ações junto com a iniciativa privada que pudessem conversar com mais meninas”. A mesma parceria chegou a 11 estados brasileiros em 2019.

Em 2018, o Força, Meninas participou do Facebook Community Leadership Program, um projeto de formação para líderes de comunidades no Facebook. Com o financiamento do programa, Déborah desenvolveu o Minha Voz Tem Força, uma iniciativa para trabalhar questões emocionais de meninas em três estados do Brasil e na internet.

A troca entre as jovens, na visão de Déborah, é o caminho para preparar a próxima geração de mulheres líderes, que terão um olhar voltado para a construção de um mundo igualitário. “Nós acreditamos muito que essa formação de protagonismo e liderança é um ciclo virtuoso. Toda vez que você consegue mostrar para uma menina o quanto é valoroso o trabalho que ela faz, esse movimento de mudar a comunidade pode inspirar outras meninas a fazerem o mesmo”.

A empreendedora trabalha para que o Força, Meninas amplie as suas iniciativas físicas e converse com mais meninas, funcionando como um elo entre as jovens que têm projetos interessantes e empresas dispostas a investir no futuro delas. “Tudo o que nós construímos tem o objetivo de reconhecer as meninas neste movimento, que elas sintam que podem se apoiar dentro dele e construir possibilidades de futuro além do que estava pré-estabelecido por serem meninas”.

Conheça o Força, Meninas no Facebook e no site.

Próximo artigo

To help personalize content, tailor and measure ads, and provide a safer experience, we use cookies. By clicking or navigating the site, you agree to allow our collection of information on and off Facebook through cookies. Learn more, including about available controls: Cookies Policy