Educação contra preconceito de gênero no Ceará

Educação contra preconceito de gênero no Ceará

Educação contra preconceito de gênero no Ceará
Na cidade de Redenção, a 80Km de Fortaleza (CE), a professora universitária Luma Andrade tornou-se a primeira doutora transgênero do país, em 2012.

Na cidade de Redenção, a 80Km de Fortaleza (CE), a professora universitária Luma Andrade tornou-se a primeira doutora transgênero do país, em 2012. Hoje ela ocupa o espaço de docente da universidade federal Unilab e opta por ser designada como travesti, em vez de mulher transexual, justamente para chamar atenção para o termo mais socialmente marginalizado. Luma mostra como o preconceito de gênero é combatido no interior do estado, por meio de projetos que promovem a visibilidade trans e tolerância às diferentes orientações sexuais.

A reportagem é do Saia Pelo Brasil, quadro do programa Saia Justa que mostra mulheres que resolveram arregaçar as mangas e mudar o mundo. O conteúdo foi cedido pelo canal GNT em apoio ao programa #ElaFazHistória.

Artigo anterior Próximo artigo

To help personalize content, tailor and measure ads, and provide a safer experience, we use cookies. By clicking or navigating the site, you agree to allow our collection of information on and off Facebook through cookies. Learn more, including about available controls: Cookies Policy