Escreva sua minibio

More Grls

Escreva sua minibio
Escreva sua minibio
Saber se apresentar profissionalmente é uma necessidade de qualquer pessoa que está no mercado de trabalho.

Você pode estar se perguntando, “porque eu preciso de uma mini bio”? Não é coisa de gente metida? Não é uma frescura? Não mesmo. Saber se apresentar profissionalmente é uma necessidade de qualquer pessoa que está no mercado de trabalho. Você vai precisar dela pro seu LinkedIn, pro seu CV, pra uma entrevista de emprego e até pra mandar pra um jornalista ou organizador de palestra quando você for bem famosa. Acredite, você chega lá.

Bom, agora vamos aos 10 passos. E já te adiantamos que é uma caminhada difícil. Se descrever sem pesar para mais ou para menos é uma tarefa cheia de emoções. De um lado fala sua autoestima, de outro, a síndrome de impostora. Dê ouvido às duas, sem puxar sardinha. O importante é que você consiga descrever a sua real essência. Quem lê, tem que enxergar você. É claro que com um pouco de filtrinho de embelezamento, como no Instagram, mas sem exagerar. Tudo o que não queremos é fake news.

Segura na nossa mão e vamos.

  1. Vamos começar com o mais fácil: descrever a sua trajetória. Uma timeline descrevendo onde você trabalhou, quais funções exercia, áreas de atuação… o mais sucinto possível, não mais que uma ou duas frases. Nessa descrição é importante colocar os anos de experiência e, se as empresas nas quais você trabalhou não forem conhecidas do publico geral, descreva a área de especialidade. Nessas frases cabe também realizações como prêmios, cursos e certificados.
  2. Pronto, vamos agora para um nível mais difícil. Olhe para suas qualidades técnicas ou o que o mercado corporativo chama de “hard skills”. Fazer uma lista é muito bom. Depois coloque numa ordem das mais fortes para as menos fortes. Fique com as 3 primeiras e forme uma frase com elas descrevendo da melhor maneira possível.
  3. Estamos indo bem, agora vamos ao mais difícil. Descrever suas qualidades pessoais (importantes para seu trabalho), seus “soft skills”. Aqui temos dois perigos: ficar genérico e comum como “bastante curiosa” ou ficar subserviente, quando a síndrome de impostora sai ganhado e você se descreve como “pau para toda obra”. Foque naquilo que é único sobre você. Uma dica é pedir a alguém próximo do seu trabalho te ajudar. Quem está de fora vê com mais clareza.
  4. Agora fale um pouco de você fora do trabalho, um hobby, uma atividade física, uma atividade extraprofissional. Seja inteligente, pense naquilo que pode valorizar você num ambiente de trabalho. Revelar coisas pessoais por revelar, não vale a pena.
  5. Junte tudo e escreva um texto que faça sentido. Breve, por favor, ou dois parágrafos. Deixe a biografia completa pra quando você for famosa. E já que o texto é curto, escolha bem as palavras. Seus recrutadores também vão reparar na qualidade do seu texto.
  6. Revise! Nada pior que erros de português e digitação.
  7. Dê para alguém de confiança ler, veja se está um espelho seu. Se não tiver, refaça sem preguiça. Sabemos que é difícil, avisamos lá em cima ☺
  8. Revise de novo. Nunca é demais.
  9. Chegou a uma boa versão? Ótimo. É normal achar que sempre pode melhorar. Mas achar a hora de parar também é um excelente exercício. Atualize seu LinkedIn e tenha sempre à mão para enviar sem delongas a quem pedir.
  10. Sempre, sempre, sempre atualize. É seu autocuidado.

Boa Sorte. Estamos aqui torcendo.

Saiba mais sobre o MoreGrls no Facebook.

Artigo anterior Próximo artigo

To help personalize content, tailor and measure ads, and provide a safer experience, we use cookies. By clicking or navigating the site, you agree to allow our collection of information on and off Facebook through cookies. Learn more, including about available controls: Cookies Policy